shopping-bag 0
item(s) : 0
Subtotal : €0.00
Ver carrinho Finalizar Compras

Rui Alves analisou momento do clube e do futebol português

O presidente do Nacional, Rui Alves, esteve ontem à noite no programa Prolongamento, da RTP-Madeira, onde analisou os temas do momento no clube, mas não só.

Numa entrevista conduzida pelo jornalista Nélio Gouveia, o presidente do Nacional manifestou o seu desejo de ver o União ficar na I Liga na sequência de uma eventual reintegração do Gil Vicente, mas confessou ter algumas dúvidas de que tal aconteça.

Num balanço à época finda, associou o menor rendimento desportivo das equipas da Região aos sucessivos cortes nas subvenções públicas, reduzidas a metade do registado há alguns anos atrás, lamentando ainda que não exista uma política de comunicação que permita esclarecer a opinião pública que os clubes de futebol profissional pagam mais à Região em impostos do que aquilo que recebem através dos contratos programa.

O presidente do Nacional sublinhou ainda que a subvenção pública para o futebol abrange não só o futebol profissional como também o futebol de formação, o que no caso do Nacional permite ter 700 crianças a praticar a modalidade, isto num total de 1300 atletas movimentados pelo clube em quase duas dezenas de modalidades.

No que diz respeito à próxima época, Rui Alves confirmou o interesse em Luís Silva, Vítor Gonçalves e ainda Tiago Rodrigues, assumindo que estes são processos a concluir em breve. Referiu ainda que, face à atual conjuntura, o recurso a empréstimos poderá ser uma solução para fechar o plantel e que nesse âmbito poderão vir ainda um ou dois jogadores cedidos pelo Benfica.

A fechar, a revelação de que a SAD do Nacional é bastante atrativa do ponto de vista dos investidores e que têm decorrido alguns contactos com potenciais interessados de diversas origens.

Tudo para que num futuro a curto prazo seja possível tornar o Nacional mais forte e competitivo.

Deixe um comentário