shopping-bag 0
item(s) : 0
Subtotal : €0.00
Ver carrinho Finalizar Compras

“Aprender com os erros para ficar mais fortes”

O próximo jogo da equipa sénior do Nacional é já este sábado, no Estádio da Madeira, diante do Real Sport.

Por isso mesmo esta semana não há direito a folga, com treino já esta manhã.

Antes do treino passou pela sala de imprensa o técnico Costinha, que analisou de forma mais pormenorizada a partida de ontem, deixando uma ideia forte: “Temos de aprender com os erros para ficar mais fortes”.

Críticas sim, insultos não

O técnico abordou ainda a situação registada após o final do jogo com alguns adeptos, sublinhando que aceita e convive bem com as críticas, mas não admite insultos. “Não estamos satisfeitos porque queríamos vencer e conquistar os três pontos, mas precisamos ter a noção que o futebol tem desses momentos e é nestes momentos que temos de nos agregar. E não quero pensar que tivemos paz até agora porque vencemos. Quero pensar que tivemos paz porque estamos todos com um início pensamento, que é o sucesso do Nacional. Por isso mesmo gostaria de apelar à calma, deixar claro que as críticas podem ser verdadeiras e justas, mas insultos não. Não precisamos de fracturas mas sim de união.”

No que diz respeito ao treino, foi de recuperação ativa para os titulares na partida de ontem. Ricardo Gomes, ao serviço da Seleção de Cabo Verde, foi o único indisponível

 

 

 

1 Comentário

  1. Avelino

    Depois de ouvir o comentário ao jogo Braga 5, Nacional 4, estou plenamente de acordo com a sua leitura do jogo é compreendo que foi uma derrota normal, pois é preciso dar o valor ao adversário, que lutou pela vitória como se de uma final se trata- se. Mas também sei que tiveram muita sorte nos momentos chave do jogo em que meteram 5 golos e por incrível que pareça não houve frangos dos guarda redes. Para mim além do jogar muito macio até não jogou mal.Excepto a defesa que foi muito permeável. Mas o Sr. Costinha diz que jogaram 3 defesas dos não habituais. Fiquei com esta duvida: As substituições foram feitas, por lesões, por outro impedimento. Ou por opção. Se este último foi o caso, então muito respeitosamente vou dizer o que penso. Três mudanças numa defesa e quase uma defesa nova. Será que não foi por isso que o Nacional perdeu? Se eu estiver enganado peço desculpa. Eu sou dos que estão sempre com a equipa de campo e técnica. E Viva o Nacional.

Deixe um comentário