shopping-bag 0
item(s) : 0
Subtotal : 0.00
Ver carrinho Finalizar Compras

Nacional derrotado nos Barreiros

Em jogo da 27ª jornada da Liga NOS, a equipa sénior de futebol do CD Nacional perdeu esta tarde, por 3-2, no Estádio dos Barreiros diante do Marítimo.

Com uma exibição de bom nível, a equipa acabou contudo por ser vítima dos seus erros, quer em termos defensivos, quer no capítulo de finalização. Só assim se explica a derrota numa partida onde o Nacional foi quase sempre melhor.

Um livre direto de Edgar Costa deu vantagem ao Marítimo logo no início do jogo, mas a resposta foi imediata e Camacho, de pénalti, fez o empate.

Um mau passe em zona proibida acabou por dar origem a outro penalti, este para o Marítimo, com Joel a fazer o 2-1.

Antes do intervalo nova bola perdida na saída para o ataque por parte dos alvi-negros permitiu a Getterson o 3-1.

Na segunda parte praticamente só deu Nacional, mas a bola não queria entrar.

Mesmo assim, a três minutos dos noventa, um novo pénalti permitiu a Rochez reduzir, relançando o jogo.

O assédio final à baliza de Charles ainda rendeu um golo, mas que acabou bem anulado por fora de jogo a Riascos, pelo que o Nacional acabou perdendo. Mas não merecia.

Ficha de jogo

Liga NOS – 27ª jornada

Estádio dos Barreiros

Árbitro: Luís Godinho

Assistentes: Rui Teixeira; Valter Rufo

Quarto árbitro: Anzhony Rodrigues

Marítimo

Charles, Nanu, Zainadine, René Santos, Vukovic, Pelágio, Edgar Costa, Barrera, Joel e Getterson

Suplentes: Abedzadeh, Bebeto, Groli, Correa, R. Pinho, Jean Cléber e Gamboa.

Treinador: Daniel Ramos

Substituições: Edgar Costa por Correa (69’), Joel por Gamboa (76’), Pelágio por Jean Cléber (88’).

Disciplina: amarelo a Vukovic (22’), Pelágio (84’).

Golos:  Edgar Costa (4’), Joel (15 g.p.), Getterson (35’).

 

NACIONAL

Daniel, Kalindi, Rosic, Diogo, Campos, Tissone, Jota, Vitor Gonçalves, Camacho, Rashidov e Riascos

Suplentes: Lucas França, Júlio César, Mauro, Palocevic, Okacha, Witi e Rochez

Treinador: Costinha

Substituições: Rashidov ppor Rochez (46’), Tissone por Palocevic (74’), Jota por Okacha (80’)

Disciplina: amarelo a Jota (60’), Rochez (66’), Camacho (84’).

Golos:  Camacho (11 g.p.), Rochez (87’).

 

2 Comentários

  1. Avelino

    Rezam as crônicas que o Nacional,dominou Mais, teve mais tempo de Bola, rematou mais mas o Nacional marcou 2 vezes e o Martitimo 3. A Sorte acompanha quase sempre os que menos merecem. Sou eu que digo e não me importo com críticas.

  2. Henrique

    Da minha parte é a última vez que comento aqui, não sou nenhum papagaio…todos vemos que os erros que cometíamos desde o início da época continuam a ser cometidos. Até o Petit no final do jogo referiu “sabíamos que o nacional se balanciava muito para o ataque e que tem depois problemas nas transições…”. Após ver a estrutura que o marítimo iria apresentar para o jogo desde logo percebi o que o marítimo pretendia. Somos demasiado previsíveis. Muita posse de bola, muita largura mas pouca objetividade na frente, para não dizer que o nosso jogo interior é nulo. Passes perdidos atrás…falta de concentração…pouca agressividade nas segundas bolas…pouco criatividade na frente. Voltamos a colocar o Campos a lateral esquerdo quando este não tem força nem precisão com este pé. Tivemos o criquinhas de costume no meio campo (Jota) em vez de termos o Palocevic (dos nossos melhores jogadores)…enfim…na baliza em vez de um guarda redes está um cone (lento e que não se mexe)…uma desgraça… Notas positivas para o Kalindi, Riascos, Palocevic e o nosso melhor jogador em campo, o Camacho sem dúvida. Estou triste, muito triste, desolado …com mais um fim de semana estragado…quem é do nacional é sofredor… Nota mais positiva do dia para os nossos adeptos que apoiaram a equipa todo o jogo, e que não mereciam de todo mais uma derrota para juntar à coleção. A vida segue e oxalá os próximos tempos sejam positivos, algo que com este treinador não acredito. Mas enquanto adepto nunca vou virar a cara ao meu clube do coração. Não há gente como a gente.

Deixe um comentário