shopping-bag 0
item(s) : 0
Subtotal : €0.00
Ver carrinho Finalizar Compras

Nacional derrotado pelo FC Porto

Em jogo da jornada 30 da Liga NOS, o Nacional foi esta noite derrotado pelo FC Porto por 4-0.

Começou da pior forma possível o jogo para o Nacional, pois logo aos 2 minutos, no primeiro remate à baliza, o Porto marcou. Momento de inspiração de Varela, com um remate indefensável para Rui Silva.

O golo cedo moralizou o Porto e confundiu o Nacional e sete minutos depois surge o 2-0, com Herrera a aproveitar a passividade da defesa do Nacional para marcar.

Apesar da desvantagem o Nacional reagiu bem e Soares, por duas vezes, e Aly Ghazal, noutra estiveram perto de reduzir.

Na segunda parte entrou bem o Nacional, mas Casillas evitou que Luis Aurelio fizesse o 2-1.

Com o Porto em gestão, aos 67 minutos, Danilo, na sequência de um canto, fez o 3-0 que sentenciou a partida.

À beira do fim, tempo ainda para o golo de Aboubakar, que acabou por ser um castigo demasiado pesado para a formação nacionalista, que pagou demasiado caro a sua má entrada no jogo.

Ficha de jogo

Liga NOS – 30ª jornada

Estádio do Dragão

Árbitro: Luís Ferreira

Assistentes: Nuno Manso; Alfredo Braga

Quarto Árbitro: Daniel Cardoso

Delegados da Liga: Helena Relvas; Bruno Ferreira

FC Porto

Casillas, Maxi, Chidozie, Indi, Layun, Danilo, Herrera, Sérgio Oliveira, Varela, Aboubakar e Corona.
Suplentes: Helton, José Angel, Francisco Ramos, Ruben Neves, Marega e Suk
Treinador: José Peseiro
Substituições: André Silva por Aboubakar (74′), Sérgio Oliveira por Francisco Ramos (82′), Varela por Marega (85′)
Disciplina:
Golos: Varela (2′), Herrera (9′), Danilo (67′), Aboubakar (85′)

CD Nacional

Rui Silva, João Aurélio, Rui Correia, Hichem, Sequeira, Aly Ghazal, Washington, Bonilha, Salvador, Soares e Witi
Suplentes: Gottardi, Campos, Miguel Rodrigues, Boubacar, Luís Aurélio, Ricardo Gomes e Rodrigo Pinho
Treinador: Manuel Machado
Substituições: Aly Ghazal por Luís Aurélio (45′), Witi por Campos (61′), Salvador por Ricardo (71′)
Disciplina:
Golos:

 

Captura de ecrã 2016-04-18, às 01.33.43

 

Manuel Machado considera que golo madrugador foi decisivo

Na conferência de imprensa realizada no final do jogo, o treinador do Nacional, Manuel Machado, considerou que o golo sofrido pela sua equipa logo aos dois minutos foi fatal. Mesmo assim, entende que a sua equipa podia ter feito melhor e deixou um alerta: “a última imagem é a que fica”.

Deixe um comentário